You Can Fly...

- O lado (amar-go)
da vida é não ter alguém
para amar. F.c

“Eu sei, eu não sou suficiente para você. Eu não tenho músculos, não tenho dinheiro, não tenho nada de mais. Por isso tenho tanto medo de te perder, porque eu sei que não sou suficiente.”
Gabito Nunes.       (via promessasvazias)

“E você fala com a voz mais baixa do mundo que não queria ter de ir embora. E eu te peço, com a voz mais baixa do mundo, pra você ficar.”
Tati Bernardi.   (via promessasvazias)

“O tempo não apaga o amor,
Mas desgasta aos poucos.”
Bruno Passos.  (via contundir)

“Talvez seja da minha natureza não me sentir pertencendo totalmente a lugar nenhum, em lugar nenhum.”
Chico Buarque. (via capacitarei)

“A verdade é que as pessoas não estão nem aí com ninguém. Humanidade entrou em extinção.”
Marcello Henrique. (via sou-inseguro)

“Não se aproxime muito. É escuro aqui dentro.”
Imagine Dragons.  (via waywar-d)

“Aprende que heróis são pessoas que fizeram o que era necessário fazer, enfrentando as conseqüências. Aprende que paciência requer muita prática. Descobre que algumas vezes a pessoa que você espera que o chute quando você cai é uma das poucas que o ajudam a levantar-se.”
William Shakespeare.   (via diminuido)

“Mas, quanta gente ainda vai precisar morrer pra gente aprender a reagir? Pra gente se tocar que, não, as coisas não acontecem só com os outros? Que dirigir quase embriagado também dá morte? Que “fazer acordo” para ganhar seguro-desemprego e furar a fila do pão também são exemplos de corrupção? Quantos estádios modernos de futebol a gente ainda vai erguer para esquecer que tem gente morrendo na fila de um hospital grotesco? Se o seu apêndice estourar no meio da Copa, amigo, imagina a festa. Eu acho que nossa cara já está dormente de tanto apanhar. Tanto que a gente quase não sente mais nada, nem por nós mesmos, que dirá pelos outros.”
Gabito Nunes. (via nuviou)


“Escrevi
meus sentimentos
em forma de poesias
num guardanapo amassado
que você usou
para secar as lágrimas
do seu rosto corado
e depois jogou no lixo
afogado em versos
de outros olhares.”
Mônaco | 1960 (via true-sid3)

THEME